Tenho orgulho em fazer parte deste time, que está ampliando oportunidades em uma área promissora do Brasil.

Silvana Wen Shih Lin

Ética, Transparência
e Integridade

Tenho orgulho em fazer parte deste time, que está ampliando oportunidades em uma área promissora do Brasil.

Silvana Wen Shih Lin

<Desenvolvimento Local>Complemento GRI

Ética, Transparência e Integridade

A Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO) é o pilar central de nosso modelo de gestão e da definição da estratégia, priorizando a transparência e a ética no relacionamento com todos os públicos da cadeia de valor. Nossa estrutura de governança garante a independência na condução dos negócios e assegura a conformidade das operações e dos processos às legislações e normativas para o setor sucroenergético.

Nossas políticas e práticas de governança têm evoluído continuamente para atender as demandas das partes interessadas e estar em linha com as melhores práticas de mercado. Um dos principais avanços que realizamos na safra 2015/2016 foi o desenvolvimento da Diretriz de Sustentabilidade da Odebrecht Agroindustrial, documento que orienta a incorporação das práticas de sustentabilidade em todas as atividades, operações e relacionamentos da Empresa e enfatiza os valores da TEO.

O desenvolvimento dessa Diretriz considerou, como referências, aspectos e demandas de compromissos globais e nacionais (como o Pacto Global e a Coalizão Brasil, Clima e Florestas, entre outros), a Matriz de Materialidade da Empresa, diretrizes internas e padrões de desempenho internacionais (GRI, Bonsucro, Princípios do Equador e outros). Ela é disseminada para os Polos Produtivos e tem sido fundamental para colocar nossos Líderes na linha de frente para a realização dos compromissos que assumimos, como os de promover a preservação ambiental, aprimorar o desempenho para a sustentabilidade e fortalecer os relacionamentos com Integrantes, Clientes, Parceiros e Comunidades.

Nossos valores e princípios estão expressos no Código de Conduta Ética para Integrantes e no Código de Conduta Ética dos Fornecedores. Os documentos estão disponíveis aos interessados em nosso site institucional e na intranet. Além disso, aos Integrantes e aos Parceiros são apresentados os Códigos no momento da contratação e da homologação em nosso sistema, respectivamente. Entre os nossos objetivos, está o esforço contínuo para fortalecer os valores e diretrizes em campanhas de reciclagem direcionadas aos Integrantes. G4-56Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

O lançamento da Diretriz de Sustentabilidade fortalece a integração do tema às nossas atividades

Para garantir a transparência e a integridade nos relacionamentos, contamos com o Linha de Ética, canal para o recebimento de denúncias de condutas que violem os Códigos ou legislações vigentes, normas e procedimentos internos, além de princípios éticos e boas práticas de governança. O Linha de Ética pode ser acessado pela internet ou por telefone (0800 721 8434) e atende Integrantes, Parceiros, membros das Comunidades locais e outros públicos da Empresa. G4-58Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Todas as denúncias recebidas são tratadas por meio de um sistema de gestão de relatos, que garante a confidencialidade das informações, e encaminhadas para a área de conformidade da Empresa. Os casos de maior criticidade são analisados por essa equipe e os de resolução mais simples são direcionados para as áreas envolvidas, que devem apresentar um plano de ação. As principais denúncias recebidas na safra 2015/2016 são referentes a assédio moral e descumprimento de políticas e normas internas da Empresa. Nessas situações, os Líderes dos Integrantes envolvidos são orientados a fortalecer o compromisso de suas equipes com nossa cultura e a TEO. G4-58Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Linha de Ética - relatos recebidos em 2015/2016 por tema

No período, recebemos um total de 402 denúncias, das quais 356 (88,6%) foram consideradas procedentes. Dois casos foram investigados como conflitos de interesse e irregularidade na relação com Parceiros. A investigação sobre um dos relatos resultou no desligamento do Integrante e no descredenciamento do Fornecedor. O segundo episódio, envolvendo a acusação de pagamentos ilícitos feitos por Fornecedores a Integrantes, ainda estava sob investigação ao final do período relatado. Nenhum desses casos está relacionado a suborno ou corrupção envolvendo entidades públicas ou órgãos da Administração Pública na forma da Lei da Empresa Limpa (Lei nº 12.846/2013). G4-58Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-SO5Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Governança Corporativa

Nossa estrutura de governança conta com um Conselho de Administração, cujos membros são indicados pelo Acionista controlador e desempenham funções executivas em outras empresas da Organização Odebrecht. O Conselho conta com o apoio de Comitês, que submetem recomendações ao órgão a fim de aprimorar a qualidade e a agilidade do processo de deliberação. G4-34Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Dentre esses Comitês, existem dois permanentes que se reúnem no mínimo duas vezes por ano:

  • Comitê de Finanças, Investimentos e Auditoria: responsável pelas políticas corporativas nesses temas, analisa as Demonstrações Financeiras e quaisquer operações e projetos de investimentos e acompanha transações com partes relacionadas, entre outras atribuições.
  • Comitê de Pessoas e Organização: como principais competências, atualiza as diretrizes institucionais em aspectos como remuneração, desenvolvimento de Integrantes e sustentabilidade, define parâmetros para a adoção de incentivos de longo prazo, programas de previdência privada e remuneração variável, analisa individualmente a remuneração de administradores e acompanha os indicadores de SSMA (Segurança, Saúde e Meio Ambiente). G4-34Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

A execução das estratégias definidas pelo Conselho de Administração é de responsabilidade da Diretoria Executiva, composta pelo Líder Empresarial e mais sete Líderes que direcionam o desenvolvimento das atividades nas áreas administrativas e operacionais.

Os interessados podem conhecer os responsáveis pela nossa governança no site da Empresa.

Compromissos e Agenda do Setor

Em nossa estratégia, a adesão a compromissos voluntários e princípios globais contribui para a crescente integração da agenda da sustentabilidade ao desenvolvimento do Negócio, promovendo a melhoria de processos, a ampliação do diálogo e da prestação de contas aos nossos públicos e o apoio institucional para o desenvolvimento de políticas públicas relevantes para a Empresa. As premissas e diretrizes desses compromissos serviram de referência para a elaboração da Diretriz de Sustentabilidade da Empresa. G4-15Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Além dos compromissos, nossa representação institucional por meio de entidades de classe do setor sucroenergético tem permitido aprimorar as discussões em torno dos desafios e necessidades dos produtores de açúcar e etanol, envolvendo nossos pares, governos e outros agentes da cadeia de valor. G4-16Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

As principais pautas discutidas nesses fóruns na safra 2015/2016 foram: 1) criação de um diferencial tributário que considere os impactos positivos do uso do etanol em substituição à gasolina; 2) o desenvolvimento de mecanismos que reflitam os ganhos da energia gerada a partir de biomassa na formação de preços de leilões de energia; 3) a promoção de um ambiente internacional competitivo para a comercialização de açúcar e etanol. Em relação às entidades de representação do setor produtivo, as principais agendas estão associadas à modernização da legislação trabalhista e à competitividade em comparação aos concorrentes no mercado externo. G4-16Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Aprimoramento das discussões em torno dos desafios e necessidades dos produtores de açúcar e etanol, envolvendo nossos pares, governos e outros agentes da cadeia de valor

A maior organização representativa do setor de açúcar e bioenergia no Brasil é a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA). A Odebrecht Agroindustrial integra o Conselho Deliberativo da entidade e participa de sete grupos de trabalho (tributário, governança, sustentabilidade, meio ambiente, sindical, comunicação e bioeletricidade). No período 2015/2016, a Empresa contribuiu com recursos financeiros adicionais para que a UNICA desenvolvesse um relatório técnico de defesa do setor frente a medidas protecionistas sobre a importação de açúcar na Tailândia. Esse trabalho foi amplamente discutido com o governo brasileiro, que deu início aos trâmites para a abertura de um painel contra o país asiático na Organização Mundial do Comércio. Por meio da UNICA, a Empresa também contribui para os debates do Fórum Nacional Sucroenergético e da Frente Parlamentar pela Valorização do Setor Sucroenergético no Congresso Nacional. G4-16Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Compromissos voluntários assumidos pela Odebrecht Agroindustrial G4-15Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

  • Iniciativas Empresariais do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVCes): a participação na rede de empresas parceiras do GVCes oferece, entre outros ganhos, diversas ferramentas para aprimorar a medição do desempenho em sustentabilidade. A adesão da Empresa em 2016 teve foco inicial no inventário de emissões de gases de efeito estufa de acordo com as diretrizes do Programa Brasileiro GHG Protocol e estão previstas ações, no próximo ano-safra, relacionadas à análise de ciclo de vida do produto, considerando as pegadas hídrica e de carbono, e à gestão da sustentabilidade na cadeia de Fornecedores.
  • Pacto Global: a Odebrecht Agroindustrial assinou a carta-compromisso com os princípios do Pacto Global em 2012, quando participou da conferência Rio+20. No primeiro semestre de 2016, a Empresa reforçou seu comprometimento com as metas e diretrizes globais da Organização das Nações Unidas (ONU) para o desenvolvimento sustentável das empresas ao tornar-se formalmente signatária do Pacto Global.
  • Coalizão Brasil, Clima e Florestas: devido à relevância do setor sucroenergético para mitigar e prevenir as mudanças climáticas, a Odebrecht Agroindustrial integra desde 2015 essa iniciativa, por meio da UNICA. Coordenada por associações dos mais diversos setores produtivos do país, a Coalizão vem trabalhando, entre outros temas, no desenvolvimento dos compromissos assumidos pelo Brasil no Acordo de Paris, celebrado na COP-21.
  • Empresa Amiga da Criança: entre 2009 e 2015, o engajamento da Empresa com o programa da Fundação Abrinq permitiu compreender os impactos e oportunidades das nossas atividades na proteção dos direitos da criança e do adolescente. A partir de 2016, o compromisso com esse tema é garantido por meio da participação como signatária do Pacto Global.
  • Protocolo Agroambiental: desde 2008, a Empresa está comprometida com a antecipação do prazo para eliminação da prática da queima nos canaviais – temos 100% de nossa colheita mecanizada desde nossa fundação, em 2007. O Protocolo é coordenado pelo Governo do Estado de São Paulo, pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e pela Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (Orplana).
  • Programa Senai de Ecoeficiência: as Unidades Santa Luzia, Eldorado e Costa Rica integram a iniciativa sul-mato-grossense que avalia o desempenho ambiental das indústrias no Estado e emite um selo para classificar a performance de cada empresa. Esse selo é utilizado como parâmetro para ampliação de incentivos fiscais (Decreto Estadual nº 13.606/2013) ou adotado voluntariamente como instrumento de gestão.
  • Compromisso Nacional pelo Aperfeiçoamento das Condições de Trabalho na Cana-de-Açúcar: assumido entre 2009 e 2013, esse compromisso é um exemplo das melhorias de gestão de longo prazo que podem ser obtidas a partir do engajamento em iniciativas externas voluntárias. O acordo, firmado entre sete Ministérios e quatro entidades da sociedade civil, promoveu o desenvolvimento de melhores condições de trabalho no campo. Mesmo após a extinção do acordo, a Empresa continua implementando práticas para garantir sua adequação aos princípios do Compromisso.

Créditos

Responsável por Sustentabilidade | Mônica Alcântara
Responsável por Comunicação Empresarial | Andressa Saurin
Consultoria GRI e Redação | Usina82
Projeto gráfico | Versal Editores
Desenvolvimento web | Agência Dinamite
Fotografia | Anderson Meneses, Eduardo Moody e Lourenço Furtado

Agradecemos a todos os Integrantes da Odebrecht Agroindustrial que participaram da elaboração desta publicação.