Ser Odebrecht Agro é a maior recompensa pelo nosso trabalho, é aquilo que nos transforma. Com Odebrecht Agro me sinto motivado e realizado profissionalmente, a Empresa me proporcionou um novo futuro com muitos sonhos, construí muitas amizades verdadeiras, minha segunda família.

Anderson Mendes

Apresentação

Ser Odebrecht Agro é a maior recompensa pelo nosso trabalho, é aquilo que nos transforma. Com Odebrecht Agro me sinto motivado e realizado profissionalmente, a Empresa me proporcionou um novo futuro com muitos sonhos, construí muitas amizades verdadeiras, minha segunda família.

Anderson Mendes

Apresentação

Na safra 2015/2016, a Odebrecht Agroindustrial obteve o melhor desempenho operacional de sua história e atingiu recordes de produção e de eficiência. Os diferenciais que nos permitiram chegar a esse patamar e os desafios que encontramos nessa trajetória são apresentados em nosso Relatório Anual, que presta contas a todos os públicos interessados sobre os resultados obtidos entre 1º de abril de 2015 e 31 de março de 2016, abrangendo os seis Polos Produtivos no Brasil e considerando os impactos econômicos, sociais e ambientais de nossas atividades industriais e agrícolas. G4-28Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

As informações publicadas foram apuradas por meio de entrevistas com os Líderes da Empresa e de consultas às áreas técnicas e administrativas. Com este documento, temos o objetivo de demonstrar como gerenciamos os riscos e alavancamos oportunidades de geração de valor, além de fornecer perspectivas para o desenvolvimento sustentável dos negócios em curto, médio e longo prazos. Em linha com as melhores práticas do mercado, o Relatório segue as diretrizes da versão G4 da Global Reporting Initiative (GRI) e está de acordo com a opção Essencial de relato. G4-32Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Para contribuir com o melhor entendimento dos públicos sobre nosso desempenho, os indicadores e dados foram estruturados em capítulos relacionados aos seis temas da sustentabilidade mais relevantes para a Empresa, identificados em nossa Matriz de Materialidade:

Assim como nas últimas edições do Relatório, os dados econômico-financeiros receberam auditoria externa e independente. As informações referentes aos indicadores sociais e ambientais, inclusive as que respondem aos indicadores da GRI, foram validadas pela Empresa, mas não passaram por verificação de terceiros. G4-33Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

As edições anteriores do nosso Relatório Anual, incluindo o documento referente à safra 2014/2015 publicado no ano anterior, estão disponíveis aqui. Dúvidas e comentários sobre este documento podem ser encaminhadas para o e-mail comunicacao.agroindustrial@odebrecht.com. G4-29Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-30Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-31Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Matriz de Materialidade

?

Passe o cursor sobre os Temas Materiais para visualizar os Riscos Associados e as Ações/Iniciativas.

Temas materiais G4-2Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Desempenho dos NegóciosDesempenho dos Negócios
Riscos Associados

Contratação inadequada de Fornecedores
Falta de planejamento
Não cumprimento das diretrizes e procedimentos empresariais na operação

Ações / Iniciativas

Aumento da produtividade
Gestão dos custos
Assertividade no planejamento

Segurança e Saúde dos IntegrantesSegurança e Saúde dos Integrantes
Riscos Associados

Serviço terceirizado (corresponsabilidade com o Parceiro)
Descomprometimento dos Integrantes

Ações / Iniciativas

Treinamentos
Campanhas de conscientização (Sistema Atitude)
Rigor na qualificação dos Fornecedores
Exemplo de liderança

Uso Eficiente dos Recursos NaturaisUso Eficiente dos Recursos Naturais
Riscos Associados

Contaminação de solo e água
Utilização excessiva de vinhaça
Manejo inadequado do solo

Ações / Iniciativas

Manutenção de equipamentos
Capacitação das equipes
Utilização de subprodutos

Impacto AmbientalImpacto Ambiental
Riscos Associados

Proliferação da mosca dos estábulos
Excesso na aplicação de agroquímico
Vazamentos (vinhaça)
Incêndios

Ações / Iniciativas

Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal
Energia limpa
Monitoramento dos gases de efeito estufa
Campanhas de conscientização
Controle de aplicação da vinhaça

Desenvolvimento LocalDesenvolvimento Local
Riscos Associados

Dependência econômica do município
Crescimento desordenado
Aumento do custo de vida

Ações / Iniciativas

Geração de empregos e renda
Qualificação e profissionalização da Comunidade
Investimento social estruturado – Energia Social

Ética, Transparência e IntegridadeÉtica, Transparência e Integridade
Riscos Associados

Fragilidade na imagem
Atraso no pagamento de Fornecedores

Ações / Iniciativas

Canal de Ética
Códigos de Conduta
Comunicação e engajamento de Integrantes, Fornecedores e Comunidade

A Matriz de Materialidade da Odebrecht Agroindustrial foi elaborada, na safra 2014/2015, com base em um processo específico de engajamento de nossos stakeholders (públicos de interesse). Por meio de uma pesquisa on-line, foram engajados 206 representantes dos seguintes públicos, selecionados por sua relação mais próxima com as operações e os programas de investimento social privado da Empresa: Integrantes, Clientes, Fornecedores, Sociedade Civil e governos locais. A consulta possibilitou o levantamento de preocupações e tópicos de interesse desses grupos relacionados à gestão e ao relato da sustentabilidade. G4-24Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-25Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-26Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-27Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Além do engajamento, a construção da Matriz de Materialidade considerou também o contexto amplo da sustentabilidade, por meio da análise de benchmarkings do setor sucroenergético e da avaliação dos impactos e das oportunidades para nosso Negócio, de acordo com as diretrizes corporativas e compromissos assumidos pela Empresa, relacionados aos tópicos de interesse.

Com esse processo, identificamos seis temas materiais – Desempenho dos Negócios; Segurança e Saúde dos Integrantes; Uso Eficiente dos Recursos Naturais; Impacto Ambiental; Desenvolvimento Local; e Ética, Transparência e Integridade. De forma transversal a todos os temas está a gestão da cadeia de Fornecedores, fundamental para o desenvolvimento sustentável das atividades e dos negócios.

Além do conteúdo do Relatório, a Matriz de Materialidade subsidia o aprimoramento de nossa gestão da sustentabilidade. No primeiro trimestre de 2016, realizamos workshops internos com todas as áreas da Empresa para avaliar possíveis riscos, iniciativas para geração de valor dentro de cada tema material e oportunidades de sinergias. Nesse processo, mais de 500 Integrantes foram engajados em discussões sobre a elaboração de indicadores para monitoramento do desempenho nos temas materiais. A figura acima ilustra a correlação entre a Matriz de Materialidade e os possíveis riscos e oportunidades associadas aos temas materiais. G4-2Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-26Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Revisamos ainda, ao final da safra 2015/2016, os aspectos listados pela GRI e associados a cada tema da Matriz de Materialidade, a fim de apresentar aos stakeholders um conteúdo mais conciso e focado nos indicadores-chave para a gestão da Empresa. Os aspectos materiais relacionadas a cada tema, bem como os limites internos e externos, estão descritos no Complemento GRI deste Relatório. G4-19Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-20Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-21Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Quem Somos

A Odebrecht Agroindustrial atua na produção e comercialização de etanol, açúcar e bioenergia no Brasil. Fazemos parte da Organização Odebrecht e somos mais de 11 mil Integrantes em nossos seis Polos Produtivos – nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo –, na sede administrativa em São Paulo e no escritório corporativo de Campinas, interior paulista. G4-3Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-5Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-6Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-7Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-9Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

A Empresa foi criada em 2007 e, desde então, já investimos mais de R$ 10 bilhões em nossas nove Unidades agrícolas e industriais – sete delas criadas como projetos greenfield. Na safra 2015/2016, concluímos a expansão da Unidade Eldorado (MS), projeto que demandou cerca de R$ 300 milhões em investimento e 17 meses de trabalho para ser finalizado (leia mais aqui). G4-13Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Atualmente, nossa capacidade instalada de moagem é de 37 milhões de toneladas. Desde nossa fundação, já cultivamos mais de 450 mil hectares, equivalentes a três vezes a área do município de São Paulo.

mapa-legenda

70%
da energia que geramos
a partir da cana
é comercializada

Nossos produtos atendem indústrias de diferentes setores produtivos no Brasil e no exterior. O etanol anidro (adicionado à gasolina) e o etanol hidratado são comercializados para distribuidoras de combustíveis, indústrias químicas, petroquímicas e de outros segmentos. A energia elétrica gerada a partir de biomassa (bagaço da cana-de-açúcar) é utilizada nas operações industriais da própria Empresa e o excedente – de aproximadamente 70% do total gerado – é exportado para o Sistema Interligado Nacional (SIN) brasileiro e vendido para comercializadoras de energia do mercado livre. O açúcar VHP, utilizado como matéria-prima para a produção de açúcar refinado, é praticamente todo exportado para 20 países da Ásia, África, Europa e das Américas. G4-4Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-8Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

Créditos

Responsável por Sustentabilidade | Mônica Alcântara
Responsável por Comunicação Empresarial | Andressa Saurin
Consultoria GRI e Redação | Usina82
Projeto gráfico | Versal Editores
Desenvolvimento web | Agência Dinamite
Fotografia | Anderson Meneses, Eduardo Moody e Lourenço Furtado

Agradecemos a todos os Integrantes da Odebrecht Agroindustrial que participaram da elaboração desta publicação.