A Empresa capacita e valoriza seus Integrantes, dando oportunidades para seu crescimento pessoal e profissional.

Danielly Duarte Meira

Uso Eficiente dos
Recursos Naturais

A Empresa capacita e valoriza seus Integrantes, dando oportunidades para seu crescimento pessoal e profissional.

Danielly Duarte Meira

Recursos hídricos

A captação de água em fontes superficiais e em poços subterrâneos nas Unidades é neces.sária para abastecimento das operações industriais de processamento da cana-de-açúcar e para produção de etanol e açúcar. Nossos canaviais, em contrapartida, são nutridos por meio de técnicas avançadas de fertirrigação (com reaproveitamento da água utilizada na indústria) e pela chuva, dispensando a necessidade de captar água para irrigação – com exceção do Polo Goiás.

Na safra 2015/2016, nossa captação de água foi de 36,6 milhões de metros cúbicos, 14% maior do que no período anterior, devido ao aumento de 23% no total de cana-de-açúcar moída. Desse volume, conseguimos reutilizar 16 milhões de metros cúbicos (44%) por meio dos circuitos semifechados de recirculação de água nas Unidades, do aproveitamento do vapor condensado para o resfriamento de equipamentos e da reutilização das águas residuárias – misturadas à vinhaça obtida no processamento da cana-de-açúcar e usada na fertirrigação dos canaviais. Os 56% restantes da água captada são incorporados aos nossos produtos, como o etanol, ou perdem-se com a evaporação. Com essa prática, garantimos também uma operação livre da geração de efluentes. G4-EN8Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI G4-EN10Clique e tenha mais informações sobre esse aspecto no Complemento GRI

*Os volumes captados de águas subterrâneas foram estimados com base nas licenças de outorga, exceto no Polo São Paulo, em que há medidor de vazão nos poços de captação subterrânea.

Consumo de água na indústria (m³/ tonelada de cana processada)

Por meio de nossos ecoindicadores, monitoramos periodicamente o consumo de água na indústria por tonelada de cana processada. Na safra 2015/2016, atingimos o índice de 1,09 m./tonelada, desempenho que ficou 4% acima da meta estabelecida para o período, e representou uma redução de 4% em relação ao ano-safra anterior. O aumento na quantidade de cana-de-açúcar moída e a maior estabilidade operacional das Unidades possibilitaram essa melhora, mas estudamos desenvolver novas iniciativas para reutilização de água. Adicionalmente, planejamos atualizar os balanços hídricos dos Polos Produtivos, a fim de compreender as oportunidades para aperfeiçoar nosso desempenho.

Créditos

Responsável por Sustentabilidade | Mônica Alcântara
Responsável por Comunicação Empresarial | Andressa Saurin
Consultoria GRI e Redação | Usina82
Projeto gráfico | Versal Editores
Desenvolvimento web | Agência Dinamite
Fotografia | Anderson Meneses, Eduardo Moody e Lourenço Furtado

Agradecemos a todos os Integrantes da Odebrecht Agroindustrial que participaram da elaboração desta publicação.